Postagens + vistas

10 livros para baixar em pdf

Look du jour: Parque da Jaqueira

Seja fashion gastando pouco

22 fevereiro 2016

Fotos Aleatórias #1

















Eu ia postar só as fotos, e uma breve explicação. Mas olhando pra cada uma delas me faz querer falar e falar e falar sobre o dia em que foram tiradas. Foram momentos que me marcaram e que só de lembrar me tiram um sorriso enorme dos lábios. Então, vou começar pela ordem, ok? 1. Essa foto foi tirada em um dos shoppings de Fortaleza, eu parecia uma doida quando eu vi essa parede linda lá. Fiz quase um book e pouco me importei com as pessoas que passavam no momento, foi uma cena engraçada. 2. Eu, a Alice e a Tia Aline (mãe da Alice) piramos quando vimos esse urso enorme na decoração do shopping, quem tem maturidade pra um urso gigante? Corremos pra tirar fotos, fizemos outro book. 3. Representando todos os grafites MARAVILHOSOS que vi em Fortaleza, é cada um de cair o queixo. Esse em especial é em um dos prédios do centro. 4. Difícil falar dessa foto, pois ela representa todo o amor que tenho por Fortaleza e também pela Alice, essa pessoa linda que tive o prazer de conhecer há quase 6 anos e que hoje não considero menos que uma irmã. 5. Esse é o Gustavo e a Maria Clara, eles são crianças de rua e eu e Alice tivemos o prazer de conhecê-los na praça dos Leões lá em Fortaleza. Foi um momento muito especial! Nos deparamos com uma família com tão pouca condições financeiras, mas tão ricas de amor. 6. Essa é a Catedral Metropolitana de Fortaleza e sou apaixonada por ela, com todo esse visual gótico. Simplesmente maravilhosa! 7. A árvore mais linda que eu já vi em toda minha vida! Ao qual me emocionei em ficar perto dela e sentir toda vibração e sabedoria que ela emanava. 8. Essa foto foi tirada pós-queda, pra tu ver que toda queda tem seu lado bonito da coisa, hahahahahahaha. 9. Momento em que tive coragem de tacar meu celular dentro da piscina e tirar fotos com ele, ele é a prova d'água, mas ainda assim tinha aquele receio. Quem nunca? 10. Uma das portas de um dos prédios maravilindos de Fortaleza. Só pra representar meu amor por arquitetura antiga. 11. O mar, ah, o mar! Preciso nem falar que estou morrendo de saudade do mar, não é? 12. Com os migos, da esquerda pra direita: John, eu né, haha, Pedro e Mariana. Nós bem de humanas no meio dos matos... Passamos o dia em um "sítio" próximo a cidade que moro, chamado Murici. 13. e 14. Nossa bela vista no Murici <3. 15. Uma das galeras com quem fiz amizade lá em Fortaleza. Só amor! 16. Momento tédio + sem internet + canetas = desenhos aleatórios no braço, hahahaha.

Bom, é isso! Desculpem-me pelo mundo de fotos, e espero que tenha gostado. E não esqueçam de me dizer nos comentários o que acham de posts assim. 
07 fevereiro 2016

Wallpapers para o seu celular - No. 2

Sei que vocês já devem estar cansados de ler aqui que "uhu, voltei pro blog (de novo)". Mas mesmo assim quero explicar o porque de ter sumido, mais uma vez. O primeiro motivo é que eu viajei, fui para Fortaleza passar um mês lá e como eu não levei o notebook, não dava pra ficar criando conteúdo aqui pro blog, o que de certa forma foi uma coisa boa, pois eu aproveitei beeeeem mais a viagem. Segundo motivo foi o fato de eu me readaptar a rotina do curso e afazeres. E por último o terceiro motivo, é que eu queria mudar muita coisa aqui no blog, mas ainda não consegui resolver isso e não queria esperar mais para voltar. Espero que me entendam e claro, não tenham me abandonado :(

Mas indo ao que interessa, faz muito tempo que fiz um post disponibilizando alguns wallpapers para celular e vocês gostaram muito e até me pediram pra sempre ficar postando alguns aqui, e adivinhem só? É, eu esqueci. Mas hoje dando uma olhadinha aqui no blog, acabei vendo a postagem sobre isso e lembrei que já tenho alguns bem diferentes guardados e resolvi trazer pra vocês. Êêêêh! Não vão precisar mais me matar por ser a louca da esquecida. 

Um // Dois // Três

Quatro // Cinco // Seis

Sete // Oito // Nove

Dez // Onze // Doze
24 novembro 2015

MÚSICAS FEMINISTAS


Esses dias eu estava vendo a tradução de uma das músicas da p!nk (U + UR Hand) e eu reparei uma certa mensagem feminista na música, acabei notando que outras músicas dela tem uma mensagem feminista, depois comecei a pensar em outras músicas que eu ouço que tenham uma mensagem feminista ou que falam sobre isso, então resolvi escrever esse post. Juntei músicas que eu ouço e pedi ajuda à uma amiga minha, assim automaticamente conhecendo mais algumas. Agora vê a lista cheia de música boa com mensagens legais (vou explicar algumas):

1) Flawless - Beyoncé ft. Chimamanda Ngozi Adichie
2) Flawless - Beyoncé ft. Nicki Minaj
3) Run The World - Beyoncé
4) Pretty Hurts - Beyoncé
5) Independent Woman - Destiny's Child
6) BOSS - Fifth Harmony
7) Salute - Little Mix
8) Slut Like You - P!NK
9) Stupid Girls - P!NK
10) Respect - P!NK
11) U + UR Hand - P!NK
12) Respect - Aretha Franklin
13) Desconstruindo Amélia - Pitty
14) Feeling Mysef - Nicki Minaj ft. Beyoncé
15) Can't Hold Us Down - Christina Aguilera
16) Like a Boy - Ciara
17) Tá Pra Nascer Homem Que Manda em Mim - Valesca Popozuda
18) Try - Colbie Caillat
19) Pagu - Rita Lee
20) Cor de Rosa Choque - Rita Lee
21) Girls Just Wanna Have Fun - Cyndi Lauper
22) All About That Bass - Meghan Trainor

Algumas falam sobre independência (flawless, independent woman), outras falam sobre auto-confiança (BOSS), outras falam sobre sororidade (salute), outras falam que você é linda e/ou perfeita (flawless, try, all about that bass), sobre liberdade sexual (feeling myself, slut like you), sobre querer mulher que corram atrás do futuro, ao invés de homem, que sejam ambiciosas e não um brinquedo sexual do homem (stupid girls), sobre mulheres não ser um entreterimento para homem (u + ur hand). 

Mas todas tem uma mensagem importante, algumas não deixam muito claras, precisam de mais interpretação, como Salute e Boss, que já teve discussão porque acharam que as músicas falavam de dinheiro e sapatos. É tudo questão de interpretação, né gente, por isso escrevi essa parte. Se vocês conhecem mais músicas feministas, podem deixar nos comentários. Se gostaram das músicas ou não entenderam elas, podem comentar também.

07 novembro 2015

Coisas que AMO e que não são coisas


Vi postagens assim em alguns blogs que acompanho e como eu amo fazer esses posts mais pessoais,  cheios de amorzinho, resolvi trazer aqui pro blog também. ♥ 

Vamos para a minha listinha:  

- Cheirinho de café. (Apesar de não gostar de tomar o café, hahaha)
- Admirar o céu. (seja nuvens, estrelas, sol, lua... amo tudo)
- Música instrumental ao toque do piano.
- Travesseiro gelado. (Melhor coisa é deitar o rosto quando o travesseiro está geladinho)
- Andar descalça. (Se eu pudesse só vivia assim)
- Barulho de chuva.
- Comer com a mão.
- Ler um bom livro. (Aquele que te faz esquecer do mundo)
- Sorrisos.
- Olhares sinceros.
- Lembrar da infância ou de algo que me fez feliz.
- Descobrir bandas legais.
- Viajar.
- Sonhar acordada.
- Listas.
- Fotografias.
- Arquitetura antiga.
- Sentir o vento batendo no meu rosto quando estou pilotando minha moto. (Sentimento de liberdade <3)
- Cheiro de livro novo.
- Apaixonar-me por um filme.
- Ouvir histórias que me inspiram.
- Ajudar pessoas necessitadas. (Seja espiritual, emocional ou financeiramente)
- Cafuné.
- Abraços.
- Assistir minhas séries.
- Sair com meus amigos.
- Primeira mordida de alguma comida que eu goste muito.
- Chorar de tanto rir.
- Conhecer pessoas iluminadas e cheias de amorzinho.
- Receber algo pelos correios.

(...) Entre tantas outras coisas que eu não coloquei. Minha lista iria ficar enorme! Quem quiser fazer a listinha, avisa-me para eu olhar, ta bom? Amo <3

 Snapchat: @opsjes - Twitter 
27 outubro 2015

GORDO NÃO PODE USAR CROPPED


O que já foi moda no passado, voltou a ser moda na atualidade, o cropped para os homens, que até algum tempo era usado apenas por mulheres. Vou ser sincero, eu nunca curti cropped, nem em homens, nem em mulher, independente do corpo, dependendo da roupa, eu até gosto, mas em homem, eu realmente achei uma moda masculina meio ridícula. Mas não é sobre isso que venho falar com vocês hoje. Muita gente gostou dessa moda, ok. A maioria dos garotos que eu vejo falarem sobre cropped, são gays, e algumas vezes eu vi no facebook e no twitter "gordo não pode usar cropped, fica feio" "só vai ter bixa gorda usando cropped, com as banhas saltando pra fora" "cropped é só pra quem é magro e/ou sarado" entre outros "argumentos" e é sobre isso que eu quero falar: gordofobia.

Antes de tudo, quero deixar uma coisa bem clara pra sociedade LGBT ou GGGG, se vocês falam o tipo de coisas que citei acima, pare, você luta contra a homofobia, contra um preconceito, não reproduza outro tipo de preconceito, principalmente dentro da comunidade a qual você pertence (o argumento vai pra qualquer LGBT e qualquer preconceito pelo qual você luta contra), você não pode lutar contra um preconceito, sendo preconceituoso.

Agora, isso é pra todo mundo: Vivemos numa sociedade onde diariamente temos que lutar contra diversos preconceitos, um preconceito que é um dos mais vividos e menos reconhecidos, é a gordofobia. Por causa dessa maldito padrão de beleza que nos foi imposto, por conta disso tem gente que acaba ficando doente por tentar emagrecer pra poder se encaixar nesses padrões, pra ser aceito pela sociedade, porque lhes é dito que ser gordo é feio, nojento, anormal, inapropriado, que é falta de saúde e muito mais coisas. Uma coisa que vocês tem que entender é que tudo isso é mentira, ser gordo não é feio, não é nojento, não é anormal, inapropriado e também não faz mal à saúde, se não em casos extremos ou de diabetes (lembrando que não precisa ser gordo pra ter diabete). Diariamente vejo gente falando coisas horríveis sobre gordo, usando "gordo/a" como ofensa, principalmente entre as meninas e os gays, porque convenhamos, hétero não parece se importar muito com isso (não generalizando). Por conta da gordofobia, pessoas ficam doentes, sem auto-estima, com depressão, com nojo e ódio de si mesmo. Vocês já pararam pra pensar que tem gente que não pode emagrecer porque está na sua genética?

Agora a dica do dia: Parem de falar essas coisas sobre gordos, porque ser gordo é normal e é bonito, lindo, assim como ser magro, nós não temos que nos encaixar em padrões, nós temos que nos amar, amar do nosso corpo independe do tamanho, e principalmente cuidar do NOSSO corpo e não do corpo alheio. Parem de dizer que gordo não pode usar cropped, porque pode sim, quer fique colado ou não. 
As únicas regras pra usar cropped (e qualquer outra roupa) são: querer, gostar e se sentir confortável, o que a sociedade vai falar sobre isso não importa. Porque somos bonitos em todos os tamanhos e devemos espalhar isso, outra dica que eu vou dar a vocês é que respeitem os outros, independe de tamanho, gênero, sexualidade e etc., porque todos nós queremos ser respeitados e é respeitando que vamos receber respeito dos outros. 

Espalhe amor e não ódio.

Vou deixar aqui a foto do garoto que me inspirou a escrever esse post sobre o assunto, você também pode ver o vídeo aqui [x]:


20 outubro 2015

MELANIE MARTINEZ


Há alguns meses minha amiga me mandou um vídeo da Melanie Martinez, que até então eu não conhecia, do clipe de Doll House, desde então comecei a pesquisar mais músicas e fiquei totalmente viciado e meu trabalho aqui hoje é: tentar viciá-los nela também, porque Melanie Martinez é demais.

Melanie é uma cantora e compositora de New York, tem 20 anos. Participou do The Voice em 2012, onde estreou cantando Toxic, lançou um EP e um Álbum, ambos são ótimos, mas vou falar apenas sobre o álbum hoje (que recém vai lançar no Brasil).
O título do álbum de Melanie é Cry Baby, que é o nome que ela deu ao seu personagem, todas as músicas contam uma história e o álbum conta conta uma história, mas isso na versão normal, que conta com 13 músicas, ao contrário da versão deluxe que conta com 16. Melanie fez questão que o álbum fosse trabalhado como um livro, o encarte do álbum foi feito como um livro, cada página fala um pouquinho sobre cada música, as 3 músicas adicionadas ao deluxe não tiveram páginas, pois não fazem parte da história.

Em uma entrevista, Melanie explicou as músicas:

1- Cry Baby: É a introdução da personagem, mostrando como ela reage às coisas e como sente elas.
2- Doll House: A música descreve a família da Cry Baby e as pessoas ao redor dela, fala de uma família que quer manter as aparências, mas por trás das cortinas, o marido trai a esposa, a mãe é alcoólatra para esquecer as traições e o filho fuma maconha.
3- Sippy Cup: É um olhar mais profundo sobre Doll House, mostrando como aquela vida estava afetando sua mãe, que matou o marido e a amante dele por causa das traições e drogou sua filha, a Cry Baby, para que ela não lembrasse do acontecido.
4- Carousel: Fala sobre um dos primeiros interesses amorosos da personagem, um sentimento não recíproco.
5- Alphabet Boy: Fala sobre um relacionamento que a personagem teve, no qual o namorado se achava mais inteligente que ela e queria ensinar ela como compôr.
6- Soap: É sobre a Cry Baby estar machucada depois de ter o coração partido e ter medo de dizer como ela se sente sobre o garoto que conheceu. Então ela lava a boca com sabão porque ela não quer estragar as coisas.
7- Training Wheels: A canção fala sobre ela apaixonada e querer ir para o próximo estágio.
8- Pity Party: Cry baby convida seu amor e todos seus amigos para sua festa de aniversário, mas ninguém aparece, então ela tem seu coração quebrado novamente.
9- Tag, You're It: Ela está solteira e começa a ser perseguida, então é sequestrada.
10- Milk and Cookies: Ela mata o sequestrador com leite e cookies envenenados.
11- Pacify Her: A Cry Baby não acredita mais no amor, então passa a ser uma destruidora de lares.
12- Mrs. Potato Head: Ela está mais confiante e forma suas opiniões, a canção fala sobre ela não entender o porque de pessoas fazerem plásticas, mesmo sendo bonitas sem.
13- Mad Hatter: Fala sobre a transição da personagem e ela começar a aceitar sua loucura.

Obs: Melanie pretende fazer clipes para todas as músicas.

Fonte das tracks: Melanie Martinez Brasil.


13 outubro 2015

NOVO COLABORADOR


Meu nome é Matheus, mas você pode me chamar de Math, eu sou o novo colaborador do Dreams in Paris e venho me apresentar a vocês.
Me chamo Matheus, como disse anteriormente, sou gaúcho, de Porto Alegre, gay, apaixonado por música, literatura e fotografia. Sou vegetariano, futuro vegano, pró-feminista, geminiano, quero ser professor de português e fãs de: Paramore, Fifth Harmony, Melanie Martinez, Divergente, Bruxos e Bruxas, entre outras coisinhas.
Fui liberado, pela Jessika, dona do blog, a postar de tudo, então vou postar assuntos variados aqui, desde músicas, até textos de minha autoria. Espero que gostem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...